“Carta Social do Concelho de Tomar” e “Tomar + Oportunidades”

No dia 25 de fevereiro realizou-se mais uma sessão ordinária da Assembleia Municipal de Tomar, onde tive oportunidade de apresentar duas propostas: “Carta Social do Concelho de Tomar” e “Tomar + Oportunidades”.

É para mim motivo de orgulho, enquanto jovem autarca e presidente da JSD Tomar, constatar que num total de 5 propostas levadas a votação, 2 propostas foram produzidas pela JSD e defendem temas tão importantes, quanto a ação social e o emprego.

A primeira proposta, “Carta Social do Concelho de Tomar”, consiste precisamente na elaboração de uma Carta Social para o nosso concelho. A Carta Social é um documento que analisa o território concelhio face às várias  valências de ação social e aponta caminhos orientadores para a atuação no terreno, bem como metas programáticas e temporais, em relação à necessidade de novos equipamentos, reformulação dos existentes, atribuição de apoios ou introdução de respostas inexistentes no concelho.

Esta proposta faz ainda mais sentido num concelho como Tomar, riquíssimo em instituições de solidariedade social, entre as quais lares, centros de dia, creches, Santa Casa da Misericórdia, Centro de Assistência Social de Tomar, Cáritas, Cruz Vermelha, CIRE e Centro de Apoio à Família.

Esta rede formal e informal de instituições que existe na nossa comunidade permite colmatar lacunas sociais e intervir, de uma forma eficaz e célere, assumindo um papel preponderante no apoio às famílias tomarenses na atual conjuntura económico-social que atravessamos.

A segunda proposta apresentada, “Tomar + Oportunidades”, tem como objetivo a implementação de um programa de “oportunidades”, através de estágios de verão, para os jovens tomarenses, que frequentam o ensino superior, contactarem com o tecido empresarial local durante o período de férias escolares.

Este programa pretende estabelecer uma dinâmica que rejuvenesça os recursos das empresas locais, contribuindo para o seu desenvolvimento sustentado e inovação, através da massa crítica jovem do nosso concelho.

Desta forma, aos jovens tomarenses é dada uma oportunidade de enriquecimento nas suas áreas de formação, complementando o seu percurso académico. As empresas por outro lado, têm aqui a oportunidade de aproveitar o know how e a experiência adquiridos ao longo da formação superior dos jovens, fortalecendo os seus quadros e abrindo portas à inovação.

Ambas as propostas, que estão disponíveis no website da JSD Tomar (www.jsdtomar.pt), foram motivo de um extenso debate, resultando na sua aprovação por maioria.

Agora, ficamos a aguardar que o Município leve estas propostas a cabo.

Tiago Carrão
Presidente da JSD Tomar

Proposta: Carta Social do Concelho de Tomar

Falar de ação social no nosso concelho, é falar de um conjunto de instituições de solidariedade social, entre as quais lares, centros de dia, creches, Santa Casa da Misericórdia, Cáritas, Cruz Vermelha, CIRE e Centro de Apoio à Família, que na conjuntura económico-social que atravessamos tem um papel preponderante no apoio às famílias tomarenses.

Esta rede formal e informal de instituições e parcerias que existe na nossa comunidade permite colmatar lacunas e intervir, de uma forma eficaz e célere, em todas as problemáticas sociais que existem em Tomar.

É nesta perspectiva de conhecimento da realidade e da definição de instrumentos de planeamento que entendemos ser necessário elaborar uma Carta Social do nosso concelho.

A Carta Social é um documento que analisa o território concelhio face às várias valências de ação social e aponta caminhos orientadores para a atuação no terreno, bem como metas programáticas e temporais, em relação à necessidade de novos equipamentos, reformulação dos existentes, atribuição de apoios ou introdução de respostas inexistentes no concelho.

Assim, o Grupo Municipal do PSD submete à aprovação da Assembleia Municipal de Tomar a elaboração de uma Carta Social do Concelho de Tomar.

Tiago Carrão

Presidente da JSD Tomar

JSD Tomar deu sangue no Hospital de Tomar

No passado sábado, dia 17, a JSD Tomar esteve no Hospital de Tomar para dar sangue.

Dar sangue é um acto voluntário e solidário que pode salvar vidas e por isso a JSD não quis ficar indiferente a esta causa, dando o seu contributo.

De salientar a presença de Alexandre Horta, Presidente da Junta da União de Freguesias de Além da Ribeira Pedreira, que acompanhou a JSD.

Apelamos a todos para que, sempre que possível, façam também a vossa dádiva no Hospital de Tomar, todos os dias úteis, das 9h às 13h.

JSD Tomar entrega bens alimentares no CAF

A JSD Tomar deslocou-se na segunda-feira, dia 5 de janeiro, ao Centro de Apoio à Família onde entregou mais de uma centena de quilos de bens alimentares.

Os bens alimentares recolhidos são o resultado do Torneio de Futebol Solidário recentemente organizado, onde largas dezenas de participantes fizeram os seus donativos.

A JSD Tomar faz assim o seu contributo solidário e de reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo CAF, uma instituição que desempenha há vários anos um importante papel social no nosso concelho, prestando apoio a centenas de famílias.

JSD Tomar organizou Torneio Solidário

A Juventude Social Democrata de Tomar organizou no passado dia 20 de dezembro um Torneio de Futsal Solidário, com o objetivo de recolher bens alimentares.

 

A iniciativa foi um sucesso, contando com 12 equipas e uma centena de jovens participantes que se uniram a esta causa solidária e permitiram recolher mais de uma centena de quilos de bens alimentares.

 

Ao longo de todo o dia realizaram-se os vários jogos, a que assistiram largas dezenas de pessoas, tendo o torneio culminado com a vitória da equipa “Os Mercenários”.

 

Os bens recolhidos serão agora entregues ao Centro de Apoio à Família (CAF), uma instituição meritória que presta apoio a centenas de famílias no nosso concelho.

 

A JSD Tomar considera que esta é uma iniciativa a repetir, dada o seu êxito a nível solidário e também de mobilização da juventude de Tomar.

JSD Tomar organiza “Torneio de Futsal Solidário”

A JSD Tomar vai organizar no próximo dia 20 de Dezembro um “Torneio de Futsal Solidário”, no Pavilhão Municipal de Tomar.

Cada equipa poderá inscrever 5 a 8 jogadores e as inscrições são feitas através da entrega de 1kg (mínimo) de bens alimentares por jogador.

Os bens recolhidos serão depois entregues no Centro de Apoio à Família de Tomar, uma organização que apoia centenas de famílias no nosso concelho, e merecedora de todo o nosso apoio.

Inscrições através do 913 720 769, jsdtomar@hotmail.com ou no nosso site www.jsdtomar.pt.

Vem jogar e ajudar, contamos com a tua equipa!

Vamos fazer voluntariado?

As férias são, sem dúvida, a melhor altura para desenvolver projetos e integrar estruturas benfeitoras, contribuindo com um pouco do nosso tempo para o bem da comunidade e para a melhoria das condições de vida de quem mais precisa.

Nos dias de hoje, os jovens não podem ignorar as vantagens decorrentes do trabalho voluntário, apesar da inexistência de compensação monetária. Antes pelo contrário, o trabalho voluntário deve ser encarado de forma positiva, uma vez que, simultaneamente ajudamos quem mais precisa e contribuímos para o nosso desenvolvimento pessoal e social, solidificando a formação pessoal e profissional.

Com o mercado de trabalho a registar os elevados níveis de desemprego jovem que conhecemos, não há como desperdiçar tempo: as escolhas académicas querem-se hoje mais certeiras e especializadas; as entidades empregadoras não procuram extensos Curricula Vitae e pessoas capazes de fazer tudo um pouco (o chamado “desenrasca”); pelo contrário, há que aproveitar todas as oportunidades de acrescer elementos diferenciadores e que nos projetem enquanto Mulheres e Homens, o Futuro do nosso país.

Em termos práticos, o voluntariado constitui-se, entre outros: i) como uma primeira experiência numa determinada área profissional, essencial na escolha, sempre complicada, do futuro profissional a seguir; ii) como a possibilidade de experimentar diversas áreas profissionais, contribuindo para uma escolha mais sedimentada da área profissional a seguir; iii) enquanto forma produtiva de ocupação de algum do tempo de férias, ajudando à formação pessoal e profissional dos jovens, enriquecendo os Curricula vitae com elementos verdadeiramente diferenciadores e demonstrativos da capacidade de trabalho e do espirito de iniciativa, as tão badaladas soft skills.

Se, por um lado, no nosso Concelho existem diversas entidades disponíveis a receber apoio e jovens voluntários, por outro lado, ao inscrever-se no sítio do IPDJ, na secção referente ao voluntariado, os jovens têm acesso a um extenso leque de informação relevante para o efeito, bem como às ofertas existentes nesse momento.

Por tudo isto, reconhecidas as vantagens do Voluntariado, aliadas à existência de diversos cursos técnico-profissionais na cidade, será essencial que a Câmara Municipal de Tomar assuma uma postura ativa a este respeito. Não defendemos o trabalho gratuito, defendemos sim que todos temos a ganhar com a promoção do voluntariado, enquanto elemento catalisador de muitas outras vantagens.

Neste sentido, importa primeiramente explicar o conceito de voluntariado, sensibilizando os jovens Tomarenses para a sua importância enquanto exercício de cidadania, pois só dessa forma as posteriores ações promovidas terão o resultado devido.

A esse respeito, a JSD Tomar propõe um conjunto de medidas, capazes de projetar o voluntariado em Tomar para um patamar superior: i) Programa de Voluntários por 2 semanas, permitindo que os jovens integrem determinadas empresas e serviços (desde logo os serviços e departamentos municipais), conhecendo um pouco dessa área profissional – realidade

próxima dos Estágios de Verão, mas aqui com uma conotação menos académica e mais pedagógica; ii) Bolsa de ofertas/incentivos, atrativa para os jovens, que potencialize o interesse neste tipo de atividade; iii) Reunião de um conjunto de vantagens (descontos/ofertas) nos serviços municipais, piscinas, campos de jogos, cinema, entre outros, de forma a atrair um maior número de jovens para este projeto; iv) certificação dessa atuação.

Só com a satisfação das necessidades coletivas, num espírito de missão solidária, seremos melhores pessoas, colaborando na construção de uma sociedade mais justa e democratizada. Por tudo isto, não podemos ignorar as vantagens que decorrem destas oportunidades, quer enquanto elemento potenciador de competências pessoais e sociais, quer enquanto elemento diferenciador no mercado de trabalho.

A JSD Tomar, reconhecendo as vantagens destas oportunidades, considera a política do voluntariado uma das suas bandeiras de atuação e, por isso, estamos ao dispor para responder a todas as dúvidas e pedidos de informação através do nosso website jsdtomar.pt.

António Bonet Vieira

Vice-Presidente JSD Tomar

Visita ao Lar de São Pedro de Tomar

A Juventude Social Democrata de Tomar visitou o Lar de São Pedro de Tomar. Esta visita marca o início de um roteiro pelas Freguesias do Concelho de Tomar.

As visitas da JSD Tomar têm como objetivo contactar de perto com as populações, pondo em prática a nossa política de proximidade. É assim possível conhecer o que de melhor se faz pelo nosso Concelho, mas também averiguar quais as maiores dificuldades e anseios dos cidadãos.

Tivemos oportunidade de visitar a Associação de Apoio Social da Freguesia de São Pedro. Esta IPSS presta um grande apoio junto da população, disponibilizando nomeadamente o serviço de Lar, Centro de Dia e também de apoio domiciliário.

Trata-se uma infraestrutura que apresenta condições excecionais, tendo custado cerca de 2,5 Milhões de Euros e prestando atualmente serviços a cerca de 100 pessoas.

Rui Samuel