Nós, os jovens, somos o futuro do nosso concelho, do nosso país, da Europa e, se alguns apregoam um futuro perdido, envolvendo as suas inseguranças num rótulo de geração à rasca, outros apenas pretendem demonstrar que a geração mais qualificada e melhor preparada não é efetivamente uma geração perdida.